Coronavírus. Supercomputador identifica químicos que podem ajudar a conter pandemia

“Summit” descobriu 77 compostos químicos que podem ajudar a conter o surto da Covid-19. Cabe agora aos cientistas descobrir quais funcionam melhor.

Na corrida para descobrir um tratamento eficaz para a Covid-19 há uma ajuda de peso: um supercomputador da IBM. O “Summit” já conseguiu identificar 77 compostos químicos que poderão ajudar a conter a propagação da Covid-19.

De acordo com a CNN, este poderá ser um passo promissor no caminho para a descoberta de uma vacina. Os resultados da pesquisa foram publicados no jornal científico “ChemRxiv”, por investigadores da Oak Ridge National Laboratory.

Apesar das descobertas, cabe agora à comunidade científica testar empiricamente quais dos compostos químicos identificados pelo “Summit” que resultam melhor.

“Os nossos resultados não significam que encontramos uma cura ou um tratamento para o novo coronavírus”, explica o diretor do Oak Ridge National Laboratory Center for Molecular Biophysics, Jeremy Smith, num comunicado oficial.

O que o distingue de outros supercomputadores é a sua velocidade e alta precisão, conseguindo fazer cerca de mil biliões de cálculos por segundo.

A construção do “Summit” foi encomendada em 2015 pelo Departamento de Energia do governo americano, precisamente para “resolver os problemas do mundo”, como é o caso do novo coronavírus.

O “Summit”, sediado no Tennessee, já contribuiu para a investigação em campos como a doença de Alzheimer, o vício ligado ao ópio e até previu condições extremas do tempo baseadas em simulações do clima.

FONTE: https://rr.sapo.pt/